Plano de Manejo da RPPN Estância Mimosa é finalizado e protocolado no IMASUL/MS

Plano de Manejo RPPN Estância MimosaA Estância Mimosa Ecoturismo, em Bonito (MS), protocolou no dia 24 de Outubro de 2017, o Plano de Manejo da RPPN Estância Mimosa para análise e aprovação na Gerência de Unidades de Conservação do IMASUL/ MS.

Faça aqui o download do Plano de Manejo RPPN Estância Mimosa!

A RPPN Estância Mimosa possui 271,76 hectares e protege uma área de mata ciliar e relevo acidentado as margens do Rio Mimoso. A criação da RPPN foi oficializada pela Resolução SEMAC/IMASUL/MS Num. 03 de 14/02/2013.

O Plano de Manejo foi elaborado pela empresa eeCoo Sustentabilidade, na qual fazem parte Mauricio Neves Godoi, Cintia Neves Godoi e Guilherme Neves Louzada. O ecólogo Mauricio Godoi, responsável pela execução dos estudos ambientais e sociais, já tinha pleno conhecimento da área tendo em vista que o local foi base para seus estudos de doutorado o que contribuiu para que o documento fosse elaborado com bastante cuidado para refletir muito bem as características e estabelecer normas de proteção para este local tão especial.

Para ajudar na conservação e gestão da RRPN Estância Mimosa, neste ano de 2017 foi elaborado seu Plano de Manejo, um conjunto de estudos técnicos que apresentam todos os aspectos ambientais e socioeconômicos da RPPN e que tem por objetivo embasar a tomada de decisões relativas ao seu manejo, gestão e conservação, incluindo seu zoneamento ambiental e as normas para o uso e manejo de seus recursos naturais”, acrescenta Maurício.

Luiza Coelho, diretora de sustentabilidade do Grupo Rio da Prata, coordenou a execução dos trabalhos do Plano de Manejo e relata que “Tentamos produzir um Plano que realmente seja útil, compilando todos os estudos já realizados anteriormente na Mimosa e os procedimentos e rotinas atuais. Nosso objetivo é que seja uma ferramenta muito eficaz para continuar a proteção desta área. A transformação da área em RPPN já assegura a sua proteção perpétua e o Plano de Manejo oficializa todas a gestão da área que é toda voltada a prevenção de impactos ambientais e melhoria da qualidade ambiental sempre.”

“Esperamos que este plano seja um instrumento de apoio a perpetuidade da conservação desta área de extrema beleza natural”, concluiu os proprietários da Estância Mimosa, Eduardo Coelho, Simone Coelho e Luiza Coelho.

Estância Mimosa

Apresentação do Plano de Manejo

A fazenda Estância Mimosa foi adquirida por seus atuais proprietários, Eduardo Folley Coelho e Simone Spengler Coelho, no ano de 1998. Já naquela época eles enxergaram o potencial natural da fazenda para fins de ecoturismo, e no ano seguinte, em 1999, as atividades de visitação foram iniciadas, motivadas principalmente pela beleza cênica do rio Mimoso e suas cachoeiras. A partir de então o ecoturismo vem se desenvolvendo na Estância Mimosa, acompanhando a evolução geral do turismo de natureza na Serra da Bodoquena.

As infraestruturas da fazenda foram constantemente melhoradas e atividades de capacitação de funcionários e guias de turismo foram implementadas ano após ano. Todas estas medidas permitiram à Estância Mimosa oferecer experiências cada vez melhores de lazer, contemplação, educação e diversão em meio à natureza. Por conta disso, a fazenda hoje é um dos atrativos mais conhecidos e visitados da Serra da Bodoquena, com números crescentes de visitantes ao longo dos anos.

O aumento no número de visitantes na fazenda foi acompanhado de perto pelo aumento com os cuidados para se evitar e minimizar impactos ambientais sobre os recursos naturais da área. Programas de monitoramento ambiental vem sendo conduzidos há anos na fazenda, sempre com orientações do IMASUL, que licencia as atividades de turismo. Estes programas têm gerado informações úteis para direcionar medidas de proteção e controle de impactos, garantindo a sustentabilidade ambiental do turismo na Estância Mimosa. No ano de 2013 os proprietários da fazenda decidiram transformar 271,7 ha dos 422,9 ha da área (cerca de 64%) em uma Reserva Particular do Patrimônio Natural, denominada RPPN Estância Mimosa.

O objetivo foi o de garantir proteção legal e perpétua à área, permitindo ao mesmo tempo que ela pudesse ser usada de forma ambientalmente sustentável, através do ecoturismo, para se manter econômicamente viável.

Hoje a RPPN Estância Mimosa protege um mosaico de florestas, cerradões e cerrados, característico da Serra da Bodoquena, além de uma importante faixa do rio Mimoso, com inúmeras cachoeiras e tufas calcárias. Desta forma, a RPPN possui imensa importância para a conservação da fauna, flora e dos recursos naturais da região, funcionando como um importante refúgio em uma paisagem em grande parte já transformada em pastagens e mais recentemente em plantações de soja. Os habitats naturais da RPPN, somados àqueles que ocorrem nas fazendas do entorno, formam uma grande extensão de matas e cerrados onde ainda se encontram espécies ameaçadas que vem se tornando cada vez mais raras na natureza, como a queixada, anta, onça-parda, gavião-de-penacho, gavião-pega-macaco, gavião-pato, arara-azul, jacaré-de-papo-amarelo, entre tantos outros. Na RPPN estas espécies estão protegidas da perda de habitat, caça e queimadas, ao contrário do que ocorre fora da reserva, onde estes fatores de impacto ainda levam estas espécies a sofrer reduções em suas populações. Da mesma forma, diversas espécies de plantas encontram proteção na RPPN, e algumas delas já não são mais comuns fora de reservas, onde normalmente são extraídas até a exaustão de suas populações. Na Estância Mimosa ainda são comuns, por exemplo, a peroba, a piúva e o cedro-rosa, demonstrando o alto grau de conservação das matas da RPPN.

O rio Mimoso, seus peixes, cachoeiras e tufas calcárias estão igualmente bem protegidos na Estância Mimosa. A mata ciliar mantida na RPPN confere proteção ao rio, não permitindo grande carreamento e deposição de sedimentos após as chuvas, mantendo, assim, a transparência natural de suas águas. Infelizmente, a conservação das matas ciliares não é uma prática comum fora da RPPN, e assim, em muitos pontos o rio Mimoso já sofre com efeitos de assoreamento em épocas de chuvas fortes.

A RPPN aumenta ainda mais sua importância neste sentido, garantindo a proteção de uma parte significativa do rio Mimoso. Finalmente, destaca-se a importância das atividades desenvolvidas pelos proprietários da Estância Mimosa, bem como pelos funcionários e guias de turismo, na proteção do rio Mimoso. Através das atividades de fiscalização, monitoramento e educação ambiental, são detectados e minimizados os potenciais impactos ambientais do turismo sob as cachoeiras e tufas calcárias.

Estas medidas protegem e valorizam as belezas cênicas e naturais do rio Mimoso, garantindo seu uso ambientalmente correto e mantendo a viabilidade econômica das atividades turísticas. Neste documento apresentamos o Plano de Manejo da RPPN Estância Mimosa, um conjunto de estudos técnicos cujo objetivo é embasar a tomada de decisões relativas ao manejo, gestão e conservação da RPPN. Esperamos que este Plano de Manejo possa cumprir com sua função de apresentar ao leitor todos os aspectos ambientais e sócio-econômicos da RPPN Estância Mimosa, e principalmente que ele possa ajudar os proprietários na gestão, manejo e proteção desta importante reserva da Serra da Bodoquena.

Estância Mimosa conquista menção honrosa no Prêmio Braztoa de Sustentabilidade 2017

A Braztoa – Associação Brasileira das Operadoras de Turismo, promoveu na última segunda-feira (30), em Foz do Iguaçu (PR), a cerimônia do Prêmio Braztoa de Sustentabilidade.

A Estância Mimosa Ecoturismo, passeio de trilha e cachoeiras em Bonito (MS), conquistou a Menção Honrosa Nacional que, na visão dos jurados, são projetos que se destacam por sua relevância e capacidade de influência em favor do turismo sustentável.

O prêmio foi entregue ao gerente do atrativo Thyago Sabino. “Acredito que estamos fazendo a coisa certa. O modelo de gestão da Estância Mimosa, com todas as regras e as atividades ambientais, que agregam valor à prática turismo foi recompensado com o prêmio. A equipe do atrativo está muito feliz com esse reconhecimento e esperamos levar esse modelo de gestão de turismo em ambientes naturais adiante“.

Entre as diretrizes de sustentabilidade da Estância Mimosa estão a criação da Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN); uso responsável de recursos naturais; produção própria de parte dos alimentos; apoio a projetos de pesquisa científica e visitas técnicas; promover a conduta consciente em ambientes naturais por meio da prática da atividade turística de baixo impacto ambiental, bem como de práticas consagradas de segurança no turismo de aventura; entre outros.

Conheça os vencedores do Prêmio Braztoa de Sustentabilidade 2017

Associados Braztoa: BWT Operadora
Agências de Viagem: Baluarte Pousada e Ecoturismo
Resorts: Sofitel Guarujá Jequitimar
Meios de Hospedagem: Pousada Piuval
Parceiros do Turismo: Cataratas do Iguaçu
Projetos Inovadores: CEFET-RJ
Menção Honrosa Nacional: Estância Mimosa Ecoturismo Ltda e Untamed Angling do Brasil
Menção Honrosa Internacional: Ronald Sanabria, da Rainforest Alliance.

Esta edição do Prêmio Braztoa obteve 79 projetos, batendo assim um recorde de inscritos, e contou com o patrocínio da Argentina e da Itaipu Binacional.

Mais informações: http://braztoa.com.br/

Veja as fotos:


Prêmio Braztoa de Sustentabilidade

Fotógrafo Marcos Amend visita Estância Mimosa

A Estância Mimosa Ecoturismo (Bonito-MS) recebeu no dia 19 de outubro a visita do fotógrafo de natureza Marcos Amend.

Com objetivo de realizar imagens das cachoeiras do atrativo, Marcos contou com a companhia de Caroline e foram guiados pelas trilhas pelo monitor Dioguenes.

Segundo Thyago Sabino, gerente da Estância Mimosa, a dupla revelou que gostou muito da fazenda bem como do atendimento do monitor.

Veja alguns registros da visita:

Marcos Amend na Mimosa

Sobre o fotógrafo

Sua relação com a fotografia é pautada pelo ideal de tentar aproximar e melhorar a relação da sociedade com a natureza. Por isso, busca sempre ter um extremo cuidado técnico e estético, na busca de registrar imagens com capacidade de instigar a curiosidade e estimular o senso estético das pessoas.

Hoje, baseado em Lagoa Santa (MG), atua na produção de um banco de imagens diversificado, mas com foco principal na natureza e suas relações com a sociedade. Tem imagens publicadas em diversos livros, revistas, calendários, guias de viagem, agendas, dentre outros. Produz também uma coleção específica de imagens Fine Art para galerias e lojas, além de organizar expedições fotográficas, cursos e oficinas de fotografia outdoor.

Mais informações: www.marcosamend.com

Mel orgânico é comercializado na Estância Mimosa

A Estância Mimosa Ecoturismo (Bonito-MS) deu início em outubro deste ano à venda de mel orgânico no atrativo.

Ao produzir o mel orgânico as abelhas não recebem qualquer tipo de substância para induzir a produção, como xaropes, essências, entre outros, e as flores em que o néctar é coletado também não contém aditivo algum, fazendo com que a produção seja a mais natural possível.

Todo o ambiente de produção é o mais natural possível.

“Esta primeira safra produzida na Estância Mimosa irá render aproximadamente 100 potes de mel“, revela o gerente do atrativo Thyago Sabino.

O mel orgânico encontra-se disponível para venda na lojinha do atrativo, em potes de 265 gramas. Valor: R$ 22.

Experimente!

Benefícios

O mel orgânico é rico em carboidratos, vitaminas e minerais importantes para o bom funcionamento do organismo.

Mel orgânico Mimosa
Mel orgânico Mimosa

Estância Mimosa é finalista no Prêmio Braztoa de Sustentabilidade

A Estância Mimosa Ecoturismo, passeio de trilha e cachoeiras localizada em Bonito (MS), é finalista na edição 2018 do Prêmio Braztoa de Sustentabilidade, na categoria Parceiros do Turismo.

A iniciativa visa contemplar as empresas associadas que promovem boas práticas do turismo sustentável, tornando-o cada vez mais responsável e voltado aos aspectos sociais, econômicos e ambientais.

Entre as diretrizes de sustentabilidade da Estância Mimosa estão a criação da Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN); uso responsável de recursos naturais; produção própria de parte dos alimentos; apoio a projetos de pesquisa científica e visitas técnicas; promover a conduta consciente em ambientes naturais por meio da prática da atividade turística de baixo impacto ambiental, bem como de práticas consagradas de segurança no turismo de aventura; entre outros.

O gerente do atrativo Thyago Sabino, assim como toda a equipe, comemora a indicação. “Esse reconhecimento nos mostra e aponta que estamos no caminho certo, primeiro por proporcionar uma boa experiência para nosso visitante através de práticas bem estabelecidas em relação ao meio ambiente, como a capacidade de carga, número máximo de pessoas, intervalo entre eles, oferecendo um passeio tranquilo em um ambiente agradável, preservado e acima de tudo seguro”, diz.

Thyago revela ainda que, além de conhecer a belezas naturais, o visitante irá completar toda a a experiência quando ele estiver na sede. “Ele irá degustar nosso almoço regional preparado com produtos orgânicos colhidos na horta além de ter a oportunidade de conhecer o local, assim como nossas práticas ambientais”.

A Estância Mimosa Ecoturismo concorre ao lado das empresas Ideias Tours e Cataratas do Iguaçu S/A.

A cerimônia de premiação acontece no dia 30 de outubro, às 19 horas no Recanto Cataratas Thermas Resort & Convention.

Colaboradores da BariTur visitam a Estância Mimosa

A Estância Mimosa (Bonito-MS) recebeu no dia 8 de setembro a visita de Felipe e Dalva, sócios da agência Baritur.

Acompanhados pelo guia de turismo David, realizaram o passeio de trilhas e cachoeiras.

Sobre a experiência, disseram:

“Que passeio espetacular! Lugar lindo! Aliás, muito Bonito. E o gran finale foi o almoço e o doce de leite! Parabéns pela estrutura, atendimento e serviços. O guia David foi sensacional e super querido. Que venham muitos turistas experimentar esse paraíso! Super recomendamos!”

Colaboradores BariTur

Diretora da Trend Operadora visita atrativos do Grupo Rio da Prata

Os atrativos do Grupo Rio da Prata (Lagoa Misteriosa, Recanto Ecológico Rio da Prata e Estância Mimosa) receberam nesta semana Silvia Russo, proprietária/diretora da Trend Operadora.

Ela esteve no mês de junho nos atrativos para realizar uma visita técnica e desta vez conseguiu realizar os passeios.

Acompanhada por sua irmã Tânia Mara, realizou o passeio de flutuação no Recanto Ecológico Rio da Prata e na Lagoa Misteriosa na última segunda-feira (4).

Sobre a experiência, disse: “Toda estrutura é excelente, vamos divulgar na revista da Trend”.

Na Estância Mimosa, Silvia e Tânia realizaram o passeio de trilha e cachoeiras acompanhadas pelo guia de turismo Fabiano. Revelaram que adoraram o passeio . “Excelente passeio. A natureza em harmonia com a estrutura de atendimento ao turista…”.

Proprietário da Aventureiros visita a Estância Mimosa

A Estância Mimosa (Bonito-MS) recebeu nesta quinta-feira (24) a visita de Vitor Viana, proprietário da Agência Aventureiros (RJ).

Vitor veio pela agência Bonito Way afim de conhecer o destino visando uma futura parceria.

Fez a trilha na parte da manhã acompanhado pelo guia de turismo Luiz Eduardo. Ao retornar do passeio, Vitor almoçou e aproveitou um pouco da sede da fazenda. Antes de ir embora, agradeceu, elogiou tudo e disse voltar em breve com um grupo.

Vitor Viana, proprietário da Agência Aventureiros (RJ).
Vitor Viana, proprietário da Agência Aventureiros (RJ).

Marcio Cabral faz novos registros na Estância Mimosa

Os atrativos do Grupo Rio da Prata, Recanto Ecológico Rio da Prata, Lagoa Misteriosa e Estância Mimosa (Jardim e Bonito), receberam em junho a visita do renomado fotógrafo de natureza, Marcio Cabral, detentor de diversos títulos internacionais.

O intuito da visita foi realizar novos registros no atrativos.

Desta vez, Marcio contou com a companhia da publicitária Jéscika Lemes que utilizou uma cauda de sereia nas fotos subaquáticas e lenços que remetem a borboleta, deixando transparecer a leveza junto à natureza.

Estância Mimosa. Foto: Marcio Cabral
Estância Mimosa. Foto: Marcio Cabral

Curso de Passarinhada acontece na Estância Mimosa

A Estância Mimosa (Bonito-MS) realizou nos dias 3 a 5 de agosto o Curso de Passarinhada, destinado aos colaboradores do atrativo.

Ministrado pelo Biólogo Maurício Neves Godói, o curso contou com a participação dos colaboradores, guias credenciados e consultores.

Segundo Thyago Sabino, gerente do atrativo, “durante o curso, tratamos de assuntos de como lidar e tratar com visitantes observadores, materiais essenciais para observação, horário adequado, identificação das espécies, melhores roteiros dentro da Estância Mimosa”.

Veja as fotos:

Curso de Passarinhada na Estância Mimosa
Curso de Passarinhada na Estância Mimosa
Participantes do Curso de Passarinhada na Estância Mimosa
Participantes do Curso de Passarinhada na Estância Mimosa
Parte teórica do curso de Passarinhada
Parte teórica do curso de Passarinhada
Curso sobre aves na Estância Mimosa
Curso sobre aves na Estância Mimosa

Sobre a observação de aves na Estância Mimosa

A Estância Mimosa é um destino cativante para amantes da observação de aves. Os adeptos dessa atividade encontram no atrativo um roteiro específico acompanhado sempre por um guia especializado e bilíngue.
Localizada em uma região de grande diversidade ambiental, dentro do Bioma Cerrado, a Estância Mimosa possui mais de 250 espécies registradas.
O passeio de observação é realizado nas áreas de mata e morraria da fazenda no início da manhã. A sede da fazenda com sua lagoa é também um excelente ponto para observação, assim como as estradas internas. Espécies raras como o Pica-pau anão já foram vistas ao redor da sede da fazenda.

Mais informações sobre a atividade: http://www.estanciamimosa.eco.br/observacao-de-aves/