Projeto de acadêmicos da UFMS e da UA é desenvolvido nos atrativos do Grupo Rio da Prata

A Estância Mimosa Ecoturismo e o Recanto Ecológico Rio da Prata receberam a equipe de acadêmicos da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) formada por Franco L. Souza, Erich A. Fischer, Fábio O. Roque, Maurício Silveira, Clarissa A. Martins, Cynthia C. Santos, Ana Cláudia P. Borges, Fábio H. Silva e também da  Université d’Angers (UA; Angers, França), Olivier Pays-Volard, Pierre-Cyril Renaud e Hérve Fritz.

Juntos eles atuam no projeto “Efeito da perda de habitats em escala de paisagem sobre o funcionamento de um ecossistema savânico: uma abordagem experimental no Planalto da Bodoquena, Mato Grosso do Sul”.

O objetivo do projeto é avaliar o efeito da extinção local de médios e grandes vertebrados herbívoros terrestres na dinâmica da comunidade vegetal por meio de experimentos de exclusão, considerando o contexto de paisagens com diferentes níveis de conversão de habitats.

Veja o resumo abaixo:

Efeito da perda de habitats em escala de paisagem sobre o funcionamento de um ecossistema savânico: uma abordagem experimental no Planalto da Bodoquena, Mato Grosso do Sul

Equipe
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS; Campo Grande): Franco L. Souza, Erich A. Fischer, Fábio O. Roque, Maurício Silveira, Clarissa A. Martins, Cynthia C. Santos, Ana Cláudia P. Borges, Fábio H. Silva. Université d’Angers (UA; Angers, França): Olivier Pays-Volard, Pierre-Cyril Renaud, Hérve Fritz

Parceiros
UFMS, UA, Capes, Cofecub (França), ICMBio, Fundação Neotrópica do Brasil, Fundect, CNPq, Vanderbilt University (USA), Projeto Quixada Pecarídeo, Estância Mimosa, Recanto Ecológico Rio da Prata, Prefeitura de Bonito, Prefeitura de Bodoquena

Num contexto de forte alteração da paisagem natural pelas atividades humanas, a posição central dos herbívoros na rede de interações torna se chave para analisar e modelar as relações causais e o impacto funcional da fragmentação. Modificação estrutural das comunidades de herbívoros como resultado da redução da densidade ou de biomassa de algumas espécies e extinções locais pode alterar processos como dispersão de sementes, predação ou herbivoria que influenciam o recrutamento de plantas, a riqueza, composição de comunidades e dinâmica da vegetação. Assim, a defaunação destes organismos afeta o papel do pisoteio animal, como uma fonte de danos às mudas, o que poderá gerar uma limitação na dispersão de sementes. Além disso, os herbívoros, com seu comportamento alimentar seletivo ou por reduzir a limitação na dispersão, podem quebrar padrões de estabelecimento de plantas em sub-bosques de florestas. Portanto, a defaunação de herbívoros tem o potencial de alterar a estabilidade e diversidade de comunidades vegetais e grupos associados. Além disso a alteração do habitat decorrente da eliminação ou diminuição de alguns grupos funcionais pode favorecer o estabelecimento de espécies invasoras, o que implicará em mais stress aos ecossistemas através de competição com espécies nativas. A despeito da tendência de perda de espécies de grandes herbívoros corrente no mundo, pouco conhecemos sobre os potenciais efeitos destas perdas em regiões savânicas da América do Sul, particularmente no Cerrado, um hotspot de biodiversidade onde ainda são esperadas grandes mudanças de uso do solo nos próximos anos e pesquisas de biodiversidade que orientem o processo de conservação são prioritárias.

Objetivos
Avaliar o efeito da extinção local de médios e grandes vertebrados herbívoros terrestres na dinâmica da comunidade vegetal por meio de experimentos de exclusão, considerando o contexto de paisagens com diferentes níveis de conversão de habitats. Particularmente, o projeto envolverá a avaliação dos efeitos da exclusão de médios e grandes herbívoros na remoção de frutos e predação de sementes, na estrutura e composição das comunidades de gramíneas e herbáceas e na estrutura e composição de comunidades arbórea-arbustivas.

Métodos
As parcelas de exclusão permitirão medir o efeito dos médios e grandes herbívoros (> 1000g) na dinâmica da comunidade vegetal. Cada parcela de exclusão de 15 x 15 m é construída com postes de eucalypto tratado, cercada com arame tipo alambrado com 2 metros de altura, para impedir o acesso dos animais. Em cada parcela de exclusão serão feitas avaliações anuais ou semestrais sobre crescimento de plantas, decomposição de solo, herbivoria e predação de sementes.

Estância Mimosa é cenário para fotos de ensaio de casamento

A Estância Mimosa Ecoturismo (Bonito-MS) recebeu no dia 30 de junho a visita do casal Guilherme Verão e Mônica da Silva Coelhar de Lima que escolheram o local para a produção de fotos para o ensaio de casamento.

Acompanhados pelo fotógrafo Renan Kubota e pelo colaborador do atrativo, Alceu, os noivos realizaram fotos nas cachoeiras da Estância Mimosa.

“Escolhemos o atrativo pois achamos muito lindo nas fotos que vimos e também porque queríamos algo assim para registrar esse momento”, disse Guilherme.

Ele acrescentou também que o fotógrafo que os acompanhou se encantou com os detalhes do local.  “Agradecemos a todos pelo atendimento e por nos proporcionar um momento tão especial junto à natureza”.

Juntos há mais de 4 anos, o casal troca as alianças em cerimônia a ser realizada no dia 1º de setembro.

Desejamos muitas felicidades!

Mergulhadores da Argentina visitam atrativos do Grupo Rio da Prata

A Lagoa Misteriosa e o Recanto Ecológico Rio da Prata (Jardim-MS) receberam na segunda-feira (4) a visita do Grupo de Mergulhadores Santa Fé Buceo, da Argentina, composto por 9 visitantes.

Além de ser uma escola de mergulho, a empresa organiza excursões para destinos que oferecem a atividade.

Na Lagoa Misteriosa o grupo realizou o mergulho com cilindro, atingindo a profundidade de 25 metros, e no Recanto Ecológico Rio da Prata fizeram a flutuação.

Já no dia 6 de junho o grupo realizou o passeio de trilha e cachoeiras na Estância Mimosa e todos se encantaram com o local e com a gastronomia regional!

Mergulhadores visitam atrativos do Grupo Rio da Prata

Atrativos do Grupo Rio da Prata recebem Certificado de Excelência 2018 do TripAdvisor

Os passeios de ecoturismo do Grupo Rio da Prata – Estância Mimosa, Lagoa Misteriosa e o Recanto Ecológico Rio da Prata – localizados em Bonito e Jardim, no Mato Grosso do Sul, coCertificado de Excelência 2018 do TripAdvisornquistaram o Certificado de Excelência do TripAdvisor®.

Em sua oitava edição, o reconhecimento homenageia estabelecimentos que receberam avaliações excelentes dos viajantes no TripAdvisor no último ano. “O TripAdvisor tem o prazer de anunciar os ganhadores do Certificado de Excelência 2018, que reconhece experiências e empresas de turismo que invariavelmente recebem elogios e altas pontuações no maior site de viagens do mundo”, declara Heather Leisman, vice-presidente de marketing do setor, TripAdvisor.

Para Simone Coelho, Diretora do Grupo Rio da Prata, a conquista evidencia a qualidade apresentada nos atrativos turísticos. “É com muita alegria que, por mais um ano, recebemos o Certificado de Excelência, que nos mostra que estamos no caminho certo na dedicação constante em busca da excelência na qualidade dos nossos atrativos. Agradecemos nossa equipe de colaboradores e parceiros do trade turístico que contribuem para proporcionar uma experiência única para os visitantes”.

Veja algumas avaliações compartilhadas pelos viajantes sobre os atrativos:

Estância Mimosa: “Um local muito aprazível, muito organizado, confortável nos mínimos detalhes. O guia foi ótimo e o passeio incrível… Muito orgulho de ter uma atração tão bem estruturada, bem cuidada e com atendimento perfeito no Brasil” – Paulo Mello, avaliou em fevereiro de 2018.

Lagoa Misteriosa: “Fizemos a flutuação na Lagoa. O lugar é simplesmente incrível. A cor da água é de um azul impressionante e a luz e as cores dentro da água são magníficas…O sol batendo nas pedras e refletindo na água dá a impressão de que você está voando. É demais!” – Clarissa P, avaliou em julho de 2017.

“O lugar é incrível e quando você mergulha você sente que está visitando um outro mundo… Olhar para cima permite uma imagem única das luzes entrando na lagoa e refletindo o seu imenso azul” – Monike D., avaliou em maio de 2018.

Recanto Ecológico Rio da Prata:A Flutuação é fantástica! A visibilidade é muito boa, permitindo várias fotos e observação. O local é muito bem estruturado, com guias bem preparados e funcionários atenciosos. Na sede é possível aproveitar o almoço que é uma verdadeira delícia. Experiência maravilhosa. Recomendo fortemente!” – Gustavo S., avaliou em maio de 2016.

O Certificado de Excelência leva em consideração a qualidade, a quantidade e a recenticidade das avaliações enviadas pelos viajantes do TripAdvisor em um período de 12 meses. Para receber o Certificado de Excelência, os estabelecimentos devem manter uma pontuação geral mínima de quatro círculos (no total de cinco). Além disso, eles precisam ter um número mínimo de avaliações e estar cadastrados no TripAdvisor por no mínimo 12 meses.

Para mais informações sobre os passeios, entre em contato pelo e-mail: atendimento@gruporiodaprata.com.br

Alunos de Escola de São Paulo visitam atrativos do Grupo Rio da Prata

A Estância Mimosa Ecoturismo (Bonito- MS) e o Recanto Ecológico Rio da Prata (Jardim-MS), receberam a visita de 68 alunos do Colégio Palmares, de São Paulo, através da Ambiental Expedições.

O objetivo da viagem foi aliar o lazer com educação ambiental, colocando em prática o conteúdo aprendido em sala de aula.

Na Estância Mimosa, além do passeio de trilha e cachoeiras, o grupo realizou também um plantio de mudas junto com a equipe do Instituto das Águas da Serra da Bodoquena – IASB.

Alunos de Escola de São Paulo visitam atrativos do Grupo Rio da Prata

No Recanto Ecológico Rio da Prata conheceram o passeio de trilha e flutuação e também a Trilha da Seriema. O colaborador Valdenir de Souza compartilhou em uma bate papo informações sobre o turismo e a pecuária. “Falei sobre o BPA, os monitoramentos de fauna, utilização de armadilhas fotográficas, retirada de pegada com gesso, projetos ambientais, projeto arara azul, enfim um pate papo legal”, disse.

Quarteto Pelo Mundo visita Estância Mimosa

A Estância Mimosa Ecoturismo, o Recanto Ecológico Rio da Prata e a Lagoa Misteriosa receberam a visita do Quarteto Pelo Mundo, formado por Fernanda Paterlini, Thais Luz e Nina Monteiro!

Na Estância Mimosa realizaram o passeio de trilha e cachoeiras e disseam em suas redes sociais:

“Estância Mimosa, muito amor por você”– Fernanda Paterlini

A Estância Mimosa com cachoeiras para banho me encantou demais!” – Thais Luz.

Já no Recanto Ecológico Rio da Prata, realizaram o passeio de trilha e flutuação. “É de não acreditar na cor dessa água na flutuação no Rio da Prata”, disse Nina Monteiro.

O passeio de flutuação também foi o escolhido pelo trio na Lagoa Misteriosa. “Que viagem, que experiência incrível este lugar tem”, compartilhou Thais.

As fotos da viagem podem ser conferidas nos perfis:
@quartetopelomundo | @thataluz | @ninagm | @fepaterlini

Quarteto Pelo Mundo visita Estância Mimosa

Curso de Primeiros Socorros Salvamento Aquático e Brigada de Incêndio na Estância Mimosa

Os colaboradores da Estância Mimosa Ecoturismo (Bonito-MS) participaram nos dias 17 a 19 de maio do Curso de Primeiros Socorros Salvamento Aquático e Brigada de Incêndio.

A capacitação, realizada anualmente, é uma das exigência dos Sistemas de Gestão de Segurança e foi ministrada pelos instrutores Enio Conturbia e pelos bombeiros Leonardo de Souza Leite e Wellington Castro a Silva, da Empresa Attack Consultoria e Treinamentos em Emergência.

Foram realizadas aulas teóricas e práticas, além de provas de salvamento aquático e simulados de acidentes durante o percurso em terra e na água.

Thyago Sabino, gerente do passeio, revela que a capacitação é “de extrema importância para os colaboradores pois são situações reais que podem acontecer dentro do nosso ambiente de trabalho e até dentro da nossa casa também. Uma equipe bem instruída e bem preparada pode ajudar a minimizar qualquer coisa que eventualmente venha a acontecer”.

A capacitação foi realizada também com os colaboradores do Recanto Ecológico Rio da Prata e da Lagoa Misteriosa.

Veja as fotos – Estância Mimosa:

Bailarina do Faustão Karina Barros visita Estância Mimosa

A  Estância Mimosa Ecoturismo, Recanto Ecológico Rio da Prata e a Lagoa Misteriosa, atrativos do Grupo Rio da Prata,  receberam na última semana a visita da bailarina do Faustão, Karina Barros, e sua esposa Camila Benfica. Elas escolheram o destino de ecoturismo brasileiros para passar a lua de mel.

Sobre a Estância Mimosa, disseram: “Cachoeiras maravilhosas, agradecemos por terem esse lugar tão lindo e preservado”.

Bailarina do Faustão Karina Barros visita Estância Mimosa Bailarina do Faustão Karina Barros visita Estância Mimosa

No Recanto Ecológico Rio da Prata realizaram o passeio de trilha e flutuação e revelaram que a experiência foi incrível. “Flutuamos no Rio da Prata é a coisa mais linda que já vi na minha vida. Gostaria de ficar aqui para sempre… é muito lindo, inexplicável… Se tiverem a oportunidade, venham! ”

Já na Lagoa Misteriosa fizeram o passeio de mergulho com cilindro com o instrutor Eduardo. Em depoimento revelaram que “adoramos o lugar, a natureza, o cuidado das pessoas, o equipamento, tudo sensacional”.

Veja o depoimento sobre a Estância Mimosa:

Viaje por Conta divulga vídeo sobre a Estância Mimosa

Já está no ar o vídeo feito por Fábio Trindade e Tiago Stachetti do site e canal do Youtube Viaje por Conta (ViajePorConta.com.br) durante sua visita à Estância Mimosa Ecoturismo.

Passeio de trilha, banhos em cachoeiras, gastronomia local são alguns dos pontos apresentados pela dupla. Assista o vídeo: